O Poder Do Perdão

Identificando Dores Emocionais No Processo de Perdão

Não é raro encontrar pessoas machucadas e corroídas por dentro. Exteriormente, apresentam lágrimas e expressões melancólicas. Interiormente, os sentimentos podem estar visíveis como feridas inflamadas. Além dos fatores internos e externos, também existem as lembranças. Que podem vir por meio de rejeição, impaciência, depressão ou ainda pior, por uma falsa sensação de força. Uma pessoa ferida, dificilmente, conseguirá disfarçar sua dor, pois, vez ou outra ela aparece e tente incomodar. Certamente você já escutou essa frase: “Quem bate esquece, quem apanha não”. Tendo em vista o cenário apresentado, nesse artigo vamos falar sobre o poder que o perdão exerce sobre nossas vidas.

Quando estamos vivendo no processo de liberar perdão, não adianta colocar a responsabilidade no tempo, ao contrário do que parece, o tempo não é um remédio. Não nesse caso. Essa ferida pode até cicatrizar em algum momento, criar uma casca, mas na primeira oportunidade com um leve toque que seja, a dor voltará e a ferida ficará exposta novamente. Muitas pessoas choram pelos cantos, sozinhas, em tentativas frustradas de passar despercebido sua angústia. Tanto a mágoa, quanto o rancor, ambos sempre procuram um culpado. E quando não conseguimos colocar a culpa em alguma coisa ou em alguém, acabamos nos culpando e nos responsabilizamos por um problema sem tamanho. E esse cenário é bem representado por uma frase de Shakespeare, que diz: “Guardar uma mágoa é como tomar um copo de veneno e torcer para que o seu agressor morra”.

O Poder Do Perdão É Libertador!

É provado cientificamente, que guardar rancor ou sentimentos negativos, podem resultar em doenças como: Câncer, gastrite, enxaqueca, cólicas, doenças na pele, depressão, entre outras. O perdão é um ato de libertar o outro, de pagar do erro cometido. Ou seja, perdoar é o mesmo que liberar um condenado ou um réu de cumprir uma sentença. Parece confuso, mas pensando racionalmente, quem perdoa perde muito. O perdão pode ferir o nosso senso comum de justiça, principalmente, se somos nós os ofendidos. Quem perdoa, acaba assumindo para si próprio o valor e a dor da punição. Perdoar é como ser machucado duas vezes, a primeira por ter sido pego despercebido, a segunda por renunciar à justiça, de revidar ou se vingar. Mas, acredite, perdoar é uma dádiva. Ao perdoar, você se livra de alimentar tudo de ruim que está dentro de você.

Não é uma atitude fácil de tomar, mas a única força capaz de superar a mágoa e remover toda a raiz de amargura, é o amor. O amor vence todas as coisas, pode vencer até a morte. Para todas as curas, libertações e felicidades, é necessário perdoar e ser perdoado. Precisamos nos colocar no lugar dos outros, para compreendermos verdadeiramente o que nos aflige. Quando nos esforçamos para compreender, seja a pessoa que nos magoou ou a pessoa que nós magoamos, se torna mais fácil perdoar ou pedir perdão. O poder do perdão está ligado a libertação de qualquer dor, perdoar não é o mesmo que empurrarmos com a barriga ou deixarmos uma situação inacabada como segundo plano. Precisamos compreender nossas mágoas e ressentimentos, é necessário perdoar não só os outros, mas também a nós mesmos.

O Exercício Mais Poderoso!

Não devemos esperar que as pessoas tenham o mesmo comportamento o tempo todo, isso é involuntário. Como seres humanos, erramos e acertamos, ninguém é sempre igual ou previsível. O que fomos ontem, certamente não é mais o que somos hoje. Os sentimentos estão em constantes mudanças, devemos estabilizar um equilíbrio sobre eles. Devemos ter consciência de que uma mente tomada por fúria ou por momentos de deslizes, causa um desgaste físico, mental e emocional. Portanto, com isso, acabamos perdendo muito. Temos que eliminar pensamentos obsessivos, negativos, aqueles sentimentos que prejudicam nossos relacionamentos, nossos planos, nossos desejos. Que nos impedem de sermos amados, bem sucedidos e felizes. O poder do perdão dá – se por ser libertador. Você libera a pessoa e automaticamente se liberta também.

Portanto, sejamos felizes da melhor forma possível, evitando desentendimentos e ressentimentos. Viver em função de paz e amor, é a nossa forma de contribuir com o mundo, por um lugar muito melhor. Conheça mais sobre nosso trabalho, acesse nosso site Instituto Padme e participe dos nossos cursos de Cura Prânica.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
O Poder do Perdão

Forma de pagamento - Curso Básico

Aluno Novo - Boleto

R$ 970,00

Pagamento via Boleto Bancário

Aluno Novo - Cartão

R$ 1040,00

Pagamento via Cartão de Crédito

Reciclagem - Boleto

R$ 485,00

Pagamento via Boleto Bancário

Reciclagem - Cartão

R$ 520,00

Pagamento via Cartão de Crédito